quarta-feira, 15 de abril de 2015

Projeto 365


96/365
Fiz uma receita maravilhosa de pãozinho de ricota (vou postar já, já).


97/365
Abriu uma loja de produtos naturais a granel aqui e fui lá comprar umas coisinhas. De tudo o que eu comprei, o que mais gostei foi desse vinagrete desidratado. Basta acrescentar vinagre e azeite e fica um molhinho delicioso!

98/365
No meio da semana, acordei me sentindo um pouco tonta e enjoada. Fui pro trabalho e o mal estar piorou muito. Fui então no otorrino e o diagnóstico foi: crise severa de labirintite. A recomendação: medicação e repouso até sair da crise.


99/365
De molho em casa, tentei assistir algumas séries, mas o sono dominava (o médico passou Dramin). Tudo acompanhado com o melhor dos chocolates!



100/365
Sem poder sair, eu e o noivo pedimos comida japonesa e jantamos assistindo tv.


101/365
Vi por acaso essa informação na embalagem do chiclete: "Este produto pode ter efeito laxativo". Sério?


102/365
Nunca tinha experimentado esse chá vermelho. Ele tem zero calorias. E zero sabor também!

quarta-feira, 8 de abril de 2015

terça-feira, 7 de abril de 2015

Projeto 365


89/365
Eu e ele...


90/365
Nunca tinha provado esse iogurte (eu adoro iogurte grego, saio experimentando de todas as marcas). Esse da Vigor é bem consistente e tem uma caldinha com pedaços de pêra. Achei um pouco doce demais, mas é gostoso.


91/365
Noite de temaki com o noivo.


92/365
No feriado, viajei para a casa da minha Mamy. É uma felicidade sem fim quando nos reunimos. Matei a saudade que eu tava da minha irmã e dos meus amados sobrinhos.


93/365
Da área de serviço dela, uma lua incrivelmente linda!!!!


94/365
Eu nunca tinha provado esse guaraná. Fiquei com vontade de tanto ver o povo do BBB tomando. Incrivelmente achei para vender em Brejões. E sabe o que eu achei? QUE TROÇO RUIM!!!!!!!! Não tem gosto de nada, parece uma água com muito gás preta. 


95/365
Domingo de tardinha, calor de matar, eu e Léo fomos tomar sorvete.

segunda-feira, 6 de abril de 2015

101 em 1001 - #60 - Cancelar a assinatura de pelo menos uma revista.

Eu tenho assinatura de 3 revistas: Nova, Boa Forma e Claudia. Sou assinante há mais de 10 anos, coleciono minhas revistas organizadinhas e muitas vezes releio algumas mais antigas e morro de rir das matérias, a linguagem muda tanto, os assuntos do momento também. Pra mim, a Claudia é disparada, uma das melhores revistas brasileiras, pois trata de diversos assuntos, desde carreira profissional, nutrição, família, filhos, decoração, culinária, moda. Enfim, as matérias são sempre relevantes.

Porém, há muito tempo que eu tomei a maior antipatia da Nova. Que ela tem o sexo como ponto chave, nunca mudou. O problema é que de uns tempos pra cá, a linguagem utilizada pela revista vem me incomodando um pouco. Detesto ficar lendo matérias que a cada linha tem uma hashtag, siglas como #BFF, aquela sensação de que se você não for  sarada/rica/descolada sua vida não tem muita graça. Me cansei um pouco disso e vi que todo mês, quando a revista chegava na minha casa, eu não conseguia aproveitar nem 10% do que vinha publicado ali. Por isso, decidi cancelar minha assinatura e esse mês, depois de muitos anos, não recebi a edição de Nova. Senti um alívio (como pode isso?).


Veja mais do Projeto 101 em 1001 aqui.

domingo, 5 de abril de 2015

Projeto 365


Atrasado de novo, mas não tô tendo tempo!!!!


82/365
Fiz Latte Macchiato na Dolce Gusto e levei pra tomar à tarde, no trabalho, porque tava enjoada do café de lá (reparem na minha garrafinha térmica de poá).


83/365
Finalmente li Melancia, da Marian Keyes. Comprei esse livro há um tempão e acabava deixando de lado, porque ele é edição de bolso e me dava um pouco de aflição ler aquelas letras pequenas e tão juntinhas. Adorei o livro!


84/365
Gente, virou uma febre essa coisa de ovo de colher. E os preços estão simplesmente astronômicos. 


85/365
Finalmente cancelei a minha assinatura da Nova. Mais um item concluído do Projeto 101 em 1001.


86/365
A tal da gelatina no lanche da noite.


86/365
Eu fui pra Conquista no final de semana passado, porque era aniversário da minha cunhada. Daí, Thalita e Bruna me ligaram dizendo que tinham passado aqui em casa para a gente dar uma volta (elas não sabiam que eu tinha viajado). Depois de um tempo recebi essa foto. Muito amor!!!


87/365
No domingo, antes de voltar pra casa, passamos na casa da cunha e me acabei no cheese cake (não consegui comer o bolo, tava muito "satisfeita").

sábado, 28 de março de 2015

Creperia Tio Gu - Itacaré

Eu tenho um HD externo que eu levo pra cima e para baixo comigo. Como eu já tive que formatar meu notebook varais vezes, por motivos de acidente, inclusive, comecei a ficar com medo de deixar meus arquivos lá. Por isso, salvo tudo no HD.

E esses dias eu tava tentando dar uma limpa nele, deletar arquivos antigos. Daí, eu tava olhando uma pasta do Blog, e vi que tem um monte de coisas que eu separava para postar, mas acabava deixando pra depois e estão lá até hoje. Muita coisa eu nem lembro mais, outras já não fazem mais sentido serem postadas. E tem outras que eu decidi que vou fazer o post mesmo assim.

E pra começar, uma indicação de restaurante para quem for a Itacaré, no sul da Bahia: a Creperia Tio Gu. Eu estive lá há um bom tempo, quando viajei com Léo num feriado. Eu tinha lido em algum lugar na internet que era ótima, anotei o endereço no celular e quando chegamos lá, fui procurar.



Acabamos indo lá nos 2 dias dos quatro que passamos na cidade. É um lugar super agradável, o atendimento é excelente, os garçons são, em sua maioria, surfistas que curtem praia durante o dia e à noite trabalham lá.



O cardápio é super variado, tem crepes de sabores diversos, desde os mais comuns aos com combinações exóticas. Eu provei o de filet-mignon (divino!) e nos dois dias que fomos, pedi de sobremesa o de morango com Nutella, que vem acompanhado com sorvete de creme. Também pedi mojito nas duas vezes. Essa creperia foi criada por dois irmãos cariocas que adoravam Itacaré. E depois eles abriram uma filial em Brasília.

 






Quem for a Itacaré (ou Brasília) dá um pulinho lá.


sexta-feira, 27 de março de 2015

101 em 1001 - #50 - Comemorar meu aniversário de 12 anos de namoro.



Eu já tinha falado aqui, a comemoração dos meus 12 anos de namoro com Léo foi super especial, porque foi no dia em que ele me pediu em noivado. Saímos pra jantar, foi tudo muito especial!

(Videozinho do Instagram, com a qualidade beeem baixa, mas dá pra ver.)

video

Veja mais do Projeto 101 em 1001 aqui.

terça-feira, 24 de março de 2015

Projeto 365

75/365
Uma das coisas que mais detesto é pegar fila em banco!



76/365
Açaí com salada de frutas no fim de tarde.


77/365
Fiz pão de alho pra comer com uma cervejinha e bater papo com meus vizinhos.


78/365
Depois de tanta comilança, almocei salada. Sempre que vou ao Subway, prefiro pedir a salada no lugar do sanduíche. É infinitamente mais leve e bem gostosa (ainda não consegui abrir mão dos molhos).


79/365
Momento delícia do dia: pegar meus lápis de cor e pintar meu livrinho de colorir.


80/365
Muita gente querida fazendo aniversário em março. (imprimi esse calendário fofo no blog E aí, beleza?)


81/365
Acerola fresquinha colhida do pé, aqui em casa.

segunda-feira, 23 de março de 2015

Projeto 365


Eike menina atrasada! Fotos de praticamente 2 semanas seguidas!


68/365
Nunca mais tinha tomado suco de graviola. Geladinho, batido com leite, é uma delícia.


69/365
Comemoração pelo dia da mulher lá no trabalho.


70/365
Sempre que eu acordo mais cedo, gosto de preparar crepioca (nos dias de pressa, eu só coloco um pão na torradeira e pronto). É tão fácil de fazer e gostosa!


71/365
Amando as capas que Mamy fez para as minhas almofadas. Deu um colorido bem bonito no meu sofá.


72/365
Comprei ovos caipiras e fiquei impressionada com a cor laranja da gema!


73/365
Tava com vontade de preparar essa receita desde que vi na Claudia. Facílima e deliciosa.


74/365
Domingo eu e Léo fomos jantar comida mexicana.


segunda-feira, 16 de março de 2015

Em Fevereiro

O que eu vi: 



O incrível Mágico Burt Wonderstone


Eu adoro o Steve Carrel. Adoro os filmes que ele faz. Quando vejo que ele está no elenco, nem me dou o trabalho de ler a sinopse do filme. Já assisti alguns filmes dele bem bobos, mas ele tem um fascínio sobre mim que eu não sei explicar. E adorei esse filme. Ri muito.  A história se resume a dois amigos de infância que viram mágicos famosíssimos, ricos, mas que nos bastidores acabam se desentendendo. Daí surge outro mágico (Jim Carey) e eles decidem entrar numa batalha para tentar alavancar sua audiência, que caiu muito nos últimos anos. (sou péssima para fazer resenha de filme!). Eu gostei e recomendo.

Simplesmente uma mulher



Eu assisti a esse filme por indicação de alguém, não lembro quem. Eu tinha anotado na minha agenda e fui procurá-lo. E não gostei. A história é até interessante, mas o filme não anda, fica sempre naquela coisa chata e parada.  Duas mulheres que entram em conflito com os homens com quem vivem e decidem partir. Uma é iraniana, detestada pela sogra por não conseguir ter filhos e a outra é uma mulher que não tem sorte e perde o emprego, sustenta o marido, é traída.  No início, parece até que vai ter ali algo parecido com Thelma e Louse, mas não desenrola. Não recomendo.


Totalmente Inocentes


Filme nacional, que já foi lançado há um tempinho. Assisti no feriado de carnaval, com o noivo, e cochilei em boa parte do filme. Roteiro bem bestinha, Fabio Porchat com uma atuação fraca, umas bobagens que não dá pra gostar.

O que eu li: 


1Q84

Escolhi esse livro pra ler de tanto ouvir falar sobre o autor, Haruki Murakami. Eu nunca tinha lido nada dele e escolhi esse livro, por ser um dos mais famosos. É uma trilogia, até agora só li o primeiro. No começo fui tomada por uma curiosidade muito grande, que me fez não querer largar o livro; depois fiquei um pouquinho entediada; num terceiro momento, me senti um pouco confusa com a história, o que me fez demorar um pouco para terminá-lo. O livro conta a história de dois personagens, paralelamente, Tengo e Aomame. Ela é uma mulher de 30 anos, que dá aulas de artes marciais e é secretamente uma assassina. Tengo é um professor, que quer ser escritor e se envolve no projeto de reescrever um livro escrito inicialmente por uma adolescente disléxica. A história é bem interessante, a gente vai compreendendo algumas coisas com o tempo. O livro 1 termina totalmente no vácuo. Por isso, quero começar a ler o segundo logo, pois eu soube que nele as histórias dos dois se cruzam.

O que eu ouvi: 


Eu não conhecia o Andrew Belle e esse mês passei o tempo inteiro ouvindo suas músicas. Que voz gostosa de ouvir, que músicas lindas!





O que eu comprei: 




Eu tinho me prometido que não compraria nenhum livro até ler todos os que eu comprei e que estão encostados na prateleira. Mas não resisti e comprei o Jardim Secreto, que nada mais é do que um livro de colorir para adultos. Na capa, diz que ele é antiestresse. Comprei pela Saraiva, demorou um tempão para chegar. Assim que chegou, saí pra comprar lápis de cor e canetinhas coloridas. Eu estava doida para começar a pintar. Achei maravilhoso, sempre tiro uns minutos do meu dia para pintar a infinidade de flores e folhas. Ainda estou indo devagarzinho, mas com certeza esse tem sido o meu momento de pausa no dia. Vi que existem outros livros desse tipo, com mandalas, inclusive. É uma excelente terapia!



LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...